icone
Serviços Online
» Conheça nossa edição digital
22/07/2017
Doação de agasalhos e alimentos é transferida
21/07/2017
Planalto é destaque em educação fiscal
21/07/2017
Festas homenageiam colonos e motoristas
21/07/2017
Café Colonial terá cardápio típico
icone
Leitor Interativo
» Leia o Artigo da Edição
» Ivan Tasso

Turista e viajante (parte 2)

Na continuação do assunto da coluna anterior, sobre o professor Jorge Daros, abordaremos as respostas por ele enviadas. Sobre o turismo no Brasil e nos países por ele visitados: “Posso dizer que muitos países que visitei acolhem bem os turistas, sabem que ele é importante, pois, lhes traz dinheiro. Fazem do turismo um negócio rentável. Aperfeiçoam-se a cada dia para melhor atender. Querem que ele volte. No Brasil também há bom acolhimento, apenas as estruturas turísticas são muito precárias, ainda que em evolução. Nosso país é imenso, multiétnico e com fraco desenvolvimento cultural, por isso também fraco na questão da consciência turística. Temos uma grande riqueza ainda inexplorada. Aqui se explora o turista, não o turismo…”.

Com relação aos cuidados com a natureza (nos países visitados): “Há, sim, uma grande preocupação com o meio ambiente. Não há poluição das águas, a limpeza das cidades, dos rios, lagos, é uma realidade, o lixo é todo reaproveitado, tanto na reciclagem como na fabricação de adubo orgânico. Plantam-se muitas árvores e são bem cuidadas. Nas calçadas das cidades são protegidas. A vida de cada dia é mais racionalizada”.

A opinião sobre o turismo em Rodeio Bonito e em nossa região: “Não sou um expert em turismo, apenas observo. Admiro a arborização da cidade, o vale da reserva indígena, a cascata em meio à floresta, as ondulações intermináveis dos terrenos, as plantações e a presença de muito verde na região. Um grande centro turístico certamente poderá ser Ametista do Sul. Tem potencial para isto, talvez lhe falte melhores estradas e mais divulgação”.

Sobre a entrada da internet em nossos lares, e o espaço do livro impresso: “Com certeza, mesmo sendo a internet o milagre eletrônico dos últimos tempos, indispensável hoje, o interesse pela leitura, por parte dos jovens e crianças, em livro diminuiu, mas não diminuiu a publicação de livros. Como tudo no mundo é evolutivo, a educação para o futuro não se dará sem estes instrumentos, internet e livros impressos”. Continuo com o assunto na próxima coluna.

COMPARTILHE ESTA PÁGINA
Os comentários no site estão em fase experimental - não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas. Denuncie comentários ofensivos ou usuários fakes pelo e-mail site@oaltouruguai.com.br.
© 2012-2013 - O ALTO URUGUAI - Rua Getúlio Vargas, 201 - Ipiranga - Frederico Westphalen/RS - Fone: (55) 3744-3040. Site desenvolvido por LIFESITE.