icone
Serviços Online
» Conheça nossa edição digital
25/09/2017
Concurso irá escolher 12 desenhos para ilustrar calendário 2018
25/09/2017
Estação reinaugura com novidades
25/09/2017
Estudantes são premiados na 5ª Mostra de Ciências
25/09/2017
Secretaria de Esportes entrega alimentos para entidades
icone
Leitor Interativo
» Leia o Artigo da Edição
» Ivan Tasso

Comunidade São Miguel de Saltinho (parte 3)

Esta é a terceira e última coluna, com material cedido pela secretaria da paróquia Nossa Senhora dos Navegantes. Algumas das primeiras catequistas foram Dorvalina Potrich, Olívia Mignoni e Verônica Casani. Na época, a catequese não tinha divisão de turmas, participavam todos juntos e elas ensinavam as orações, os mandamentos, os sacramentos, e a Bíblia também não era utilizada, uma vez que havia um livro específico para os catequistas. Os encontros aconteciam todos os finais de semana. Como era de costume para a primeira comunhão, arrumavam-se crianças de anjinhos para participar de celebração. Em 1951, conforme registros, aconteceram 404 crismas na comunidade São Miguel de Saltinho.

Em 1966, o padre Tranquilo Lorenzin organizou o grupo As Filhas de Maria, sendo composto por moças de Saltinho, Santa Bárbara e Salto Velho, as quais usavam vestidos brancos e fitas azuis. Reuniam-se as primeiras sextas-feiras de cada mês para fazer orações e a novena do ano. A coordenadora do grupo era Renilda Chiquelero.

O Apostolado da Oração foi criado na comunidade pela senhora Edvirge Acadroli, sendo posteriormente suas presidentes Catarina Taschetto, Rosália Miotto e Maria Miotto.

Nessa comunidade não surgiu nenhum padre ou religiosa. Os ministros da Eucaristia que atuaram foram: Sadi Bassi, Paulo Miotto, Nadir de Costa e Maria Keerber. Também atuaram Maria Irene Hubber, Élio Ungaratti e Clecy Lurdes Possenti.

No Conselho da Comunidade também estiveram à frente Délcio Miotto, Zeferino Tomazi, Luiz Palharini, Hélio Capra, Domingos Miotto, Edemar Righi, Delcir Miotto, Claudino Bedin, Claucir Bettaminm, Alceu Gomes de Moraes e Joel Miotto.

A Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes foi criada em 1947, sendo o primeiro pároco o padre Humberto Puntel, vindo de Palmeira das Missões. Depois trabalharam os padres Tranquilo Lorenzin, Pedro Rubin, Fiorindo Grassi, Atílio Lovatto, Mario Ginochini, Valdomiro Pieta, Guerino Invemici, Antônio Dalla Costa, Paolo Bortolazzo, Alcides Angonese, Beniamino Rossato, Hélio Luiz Welter, Antonio Bortolomai, Paulo Kempka e Ilário Barbieri.

No início da década de 50 começou a funcionar o Colégio Nossa Senhora de Fátima, dirigido pelas irmãs da Congregação Jesus Maria e José, sendo superiora a madre Maria Marta Motta. Além das aulas no colégio, as irmãs Filhas do Amor Divino conseguiram alfabetizar 1993 alunos. Trabalhavam diretamente com educação e posteriormente dedicaram-se ao trabalho na Associação Hospitalar São José.

COMPARTILHE ESTA PÁGINA
Os comentários no site estão em fase experimental - não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas. Denuncie comentários ofensivos ou usuários fakes pelo e-mail site@oaltouruguai.com.br.
© 2012-2013 - O ALTO URUGUAI - Rua Getúlio Vargas, 201 - Ipiranga - Frederico Westphalen/RS - Fone: (55) 3744-3040. Site desenvolvido por LIFESITE.