icone
Serviços Online
» Conheça nossa edição digital
28/05/2017
Motorista é preso após acidente
28/05/2017
Dois homens são presos na região
28/05/2017
Undime realiza encontro durante o 32º Carijo
26/05/2017
Edição especial do AU neste sábado
icone
Leitor Interativo
» Leia o Artigo da Edição
» Marcio Bariviera | Papo de Bola

Mais um tropeço

Dois jogos em casa e duas derrotas. Esses foram os últimos resultados do União Frederiquense na Divisão de Acesso. O time vinha bem, tendo conquistado oito pontos em doze e, baseado neste desempenho, nem o maior pessimista imaginaria dois resultados negativos em FW. Quando poderia decolar, o União pousou. Embora os recentes tropeços preocupem, tem muita água para rolar ainda.

 

Gordura

Apesar de ter perdido seus dois últimos compromissos, o União Frederiquense ainda tem alguma gordura para queimar – se nos basearmos na meta inicial de não ser rebaixado, logicamente. Os dois próximos jogos “dirão” aonde se pode chegar, já que o adversário será o Tupi, amanhã fechando o turno, e no próximo domingo abrindo o returno. Das duas uma: ou o time se reencontra e cresce na tabela, ou a luta começa a se desenhar na parte de baixo.

 

A vaia e os extremos

No final do jogo do último domingo diante do Glória a torcida vaiou o time. O torcedor está no seu direito e isso não se pode questionar, porém, ao mesmo tempo não dá para ser extremista. A visão de que “até ontem tudo estava certo e hoje está tudo errado” é injusta. A pontuação atual é razoável e a gurizada merece ser abraçada pela entrega e comprometimento demonstrados até o momento. Lembrando que o União tem uma das folhas mais baixas da competição.

 

Status atual: vexame

Se colocássemos a dupla Gre-Nal no mesmo pacote, essa foi a pior primeira fase de Gauchão realizada por ambos nos últimos tempos. Num universo de 12 clubes e considerando o orçamento de todos, um ter classificado em quarto e o outro, praticamente com as calças na mão, em sétimo, é vexatório. Agora começa um “novo” campeonato e não tenho medo de errar: se o Inter for eliminado, cai o técnico. Quanto ao Grêmio, essa possibilidade é zerada. Renato está com muita moral desde a conquista da Copa do Brasil e iniciou muito bem a Libertadores.

 

Rebaixamentos

Ypiranga e Passo Fundo foram os clubes rebaixados no Gauchão. Aí escutei que isso “é ruim para a região”. Discordo. O quê esses clubes agregam aqui? O que a RBS TV, por exemplo, está cobrindo aqui? Se não fosse a parceria com a FWTV, nem os gols dos jogos do União veríamos na TV. E mais: pensando na permanência do União na Divisão de Acesso (objetivo inicial por aqui), as logísticas ficam mais curtas com esses dois clubes na mesma situação do União. E se o União subisse? Bom, aí seriam outros quinhentos. Ou um milhão, no caso.

 

Sobre reforços

Por pouco o União Frederiquense não ficou de fora da Divisão de Acesso. O motivo, óbvio, era o financeiro. Direção e conselhos do clube se organizaram e, com um orçamento na ponta do lápis, o clube confirmou futebol profissional para o ano. Entende-se a ansiedade do torcedor quanto a reforços, mas o discurso será seguido à risca: sem dinheiro, sem reforços. Se não houver ajuda externa, vai assim até o final. Senão, de quê adiantaria baixar a dívida para logo em seguida aumentá-la de novo?

COMPARTILHE ESTA PÁGINA
Os comentários no site estão em fase experimental - não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas. Denuncie comentários ofensivos ou usuários fakes pelo e-mail site@oaltouruguai.com.br.
© 2012-2013 - O ALTO URUGUAI - Rua Getúlio Vargas, 201 - Ipiranga - Frederico Westphalen/RS - Fone: (55) 3744-3040. Site desenvolvido por LIFESITE.