icone
Serviços Online
» Conheça nossa edição digital
26/09/2017
Inspetoria de FW promove treinamento
26/09/2017
Família Broc/Broch realizará encontro
25/09/2017
Concurso irá escolher 12 desenhos para ilustrar calendário 2018
25/09/2017
Estação reinaugura com novidades
icone
Leitor Interativo
» Leia o Artigo da Edição
» Set

“Eu nasci para cantar”

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Ela até cursou a faculdade de Medicina Veterinária, mas algo em sua vida sempre falou mais alto, então abandonou o curso e foi atrás da sua verdadeira paixão: a música. Dona de uma voz marcante, Ana Elisa Piltz Negrello, 44 anos, nasceu e foi criada em Erval Seco, onde os seus pais, Alcindo Amadeu Negrello e Leopoldina Piltz ainda residem, mas ela precisava ir mais longe para seguir o seu sonho. Ana se formou em Música, pela Universidade Federal de Santa Maria, iniciou trabalhando como professora em escolas particulares de música e deu aulas na Unifra, também em Santa Maria, mas foi nos palcos que achou a sua verdadeira profissão. “Minha escola musical, além da acadêmica, foram os fandangos. Trabalhei muito em grupos gaúchos e de baile regional”, conta a erval-sequense, que atualmente reside em Florianópolis e encanta a todos com a música latina, englobando a música popular brasileira.

 

Os palcos

Em cada palco que Ana sobe é uma sensação diferente, afinal, ela já dividiu esse com renomados nomes do meio, como os talentosíssimos Antônio Gringo, Nenito Sarturi, Rui Biriva, Fito Paez, Rodolfo Flaska. “Cada palco é uma emoção sem igual, cada um é único e tem sua importância. Já dividi o palco com tantos parceiros, que fico emocionada de saber que consegui chegar onde estou hoje. E devo isso também aos meus pais, que são os esteios que não me deixam desistir e apoiam a minha profissão incondicionalmente”, frisa.

 

Os desafios

Mas para a artista chegar a este lugar de destaque, inclusive fora do Brasil, onde já cantou no Festival da Pátria Gaúcha, no Uruguai, no Teatro da Província de Misiones, na Argentina, e no Chile, ela precisou lá no começo abdicar de muita coisa, mas a sua dedicação e o seu amor em levar ao público sempre o melhor nunca a deixaram desanimar. “A minha profissão é alma, coração, dedicação. Eu nasci para cantar e não escolheria outra profissão”, destaca a cantora, que neste ano teve o seu sonho de cantar no palco principal da Expointer, em Esteio, realizado. 

 

Planos

Nestes mais de 30 anos dedicados à música, Ana acumula muitos troféus e já tem um CD de MPB gravado e um DVD ao vivo em Florianópolis, que se chama “La negra en mi voz – Ana Negrello canta Mercedes Sosa”, em homenagem à grande cantora latina Mercedes Sosa, a qual está levando para toda a América Latina. “Estamos trabalhando muito com esse projeto, mas ainda para este ano estamos preparando um CD novo. Quem quiser pode acompanhar pelo meu site, www.ananegrello.com.br, ou na página do Facebook/@ananegrello, que lá colocamos todas as novidades”, antecipa a erval-sequense, que tem o desejo de voltar a mostrar o seu trabalho na nossa região, já que sua apresentação em Erval Seco aconteceu há uns 20 anos, no tempo em que participava do grupo Barranca é Fronteira. “Não tive mais a oportunidade de cantar para a minha gente, para a minha terra, mas quando isso acontecer será muito gratificante, um momento mágico”, finaliza.

 

 

Suseli Cristo


 

Dá o play e confira uma de suas canções:


COMPARTILHE ESTA PÁGINA
Os comentários no site estão em fase experimental - não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas. Denuncie comentários ofensivos ou usuários fakes pelo e-mail site@oaltouruguai.com.br.
© 2012-2013 - O ALTO URUGUAI - Rua Getúlio Vargas, 201 - Ipiranga - Frederico Westphalen/RS - Fone: (55) 3744-3040. Site desenvolvido por LIFESITE.