icone
Serviços Online
» Conheça nossa edição digital
13/12/2017
Moda praia e lingeries foram apresentadas em desfile beneficente
13/12/2017
Prefeitura divulga editais de concurso público e processo seletivo
12/12/2017
Sine-FW oferece vaga para vendedor pracista
12/12/2017
Comércio abrirá todas as noites na próxima semana
icone
Leitor Interativo
» Leia o Artigo da Edição
» Set

Não desistir é o segredo para conquistar os sonhos

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Você já parou para pensar qual seria a “fórmula” para alguém se tornar juiz ou juíza? Segundo a frederiquense Lilian Piovesan Ponssoni, que aos 29 anos é juíza do Trabalho na cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais, o segredo é não desistir do que se almeja. E foi exatamente isso que ela fez, contando sempre com o apoio dos pais, Martinho Ponssoni e Marli Piovesan Ponssoni, e da irmã Letícia. “Meus pais sempre foram meus exemplos, ensinaram-me a sonhar alto. Assim o fiz e conquistei meu maior sonho. Além disso, eles e minha irmã nunca mediram esforços para eu atingir esse objetivo, demonstrando total apoio e compreensão durante todo o período em que precisei ficar ausente para se dedicar aos meus estudos”, conta a jovem, que em 2014 prestou todas as fases que compõem o concurso do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região – objetiva, dissertativa, sentença, oral e títulos –, passou e tomou posse no dia 7 de janeiro de 2015.

 Formada em Direito na URI/FW, em 2009, com especialização em Direito do Trabalho pela UFRGS, Lilian há quase três anos está na cidade mineira, onde preside audiências, prolata sentenças e atua como gestora da Vara do Trabalho, prestando a jurisdição em Belo Horizonte e cidades da região metropolitana. “A magistratura é algo que me gratifica todos os dias. Sou agradecida em todos os momentos por poder representar o Estado e, literalmente, dizer o direito para aqueles que recorrem à Justiça do Trabalho”, descreve a jovem juíza, que mesmo estando realizada com a profissão, sente muitas saudades da sua terra e também da sua família. “A distância da família é um ônus que tive de suportar desde que terminei a faculdade e me mudei para Porto Alegre, para advogar e estudar. A partir da mudança para Belo Horizonte essa distância aumentou, mas minha família é muito unida e não passamos um dia sem nos falar. Quando posso vou a Frederico Westphalen, meus pais e minha irmã vêm a Belo Horizonte ou nos encontramos em outras cidades do Brasil para aproveitar os feriados. Isso me dá forças para seguir firme em meus propósitos e realizar o meu trabalho da melhor forma possível”, frisa Lilian.

Por mais que os objetivos pareçam sonhos que nunca se tornarão realidade, a frederiquense diz que é possível sim, basta acreditar e se dedicar ao que se propõe. “Todos podem conseguir, é preciso muito foco e dedicação, além da necessidade de não desistir frente aos obstáculos. Todos aqueles que carregam um sonho no coração só devem fazer uma única coisa: não desistir de realizá-lo. Esse é o segredo”, aconselha a juíza, que pensa em futuramente aprofundar seus estudos, possivelmente em outros cursos de pós-graduação, inclusive fora do Brasil. “O exercício da magistratura exige uma atualização constante do juiz, por isso quero ir em busca de mais conhecimento, até mesmo no exterior, então já comecei a estudar italiano e francês. Como disse, é preciso muita dedicação”, finaliza.

Suseli Cristo

COMPARTILHE ESTA PÁGINA
Os comentários no site estão em fase experimental - não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas. Denuncie comentários ofensivos ou usuários fakes pelo e-mail site@oaltouruguai.com.br.
© 2012-2013 - O ALTO URUGUAI - Rua Getúlio Vargas, 201 - Ipiranga - Frederico Westphalen/RS - Fone: (55) 3744-3040. Site desenvolvido por LIFESITE.