Roberto Torres Júnior
Roberto Torres Júnior

Diretor da Cufa de Frederico Westphalen

[email protected]

Sugestões, elogios e dúvidas: clique aqui para enviar um e-mail.

Mais de 22 toneladas de cestas básicas

**Os textos de colunistas aqui publicados são de sua total responsabilidade e não refletem a opinião do jornal O Alto Uruguai.

Publicado em: 22/08/2020

Mais de 22 toneladas de cestas básicas

Ao todo, mais de 22 toneladas de cestas básicas já foram entregues por meio do projeto “Cufa contra o Vírus”, em Frederico Westphalen, beneficiando 1.116 famílias de baixa renda. Agora, a parceria se amplia para o município de Passo Fundo, onde três novos termos de parceria foram firmados. A Cufa agradece a parceria com o Ministério Público do Trabalho de Passo Fundo, na pessoa das procuradoras Priscila Dibi Schvarcz e Flávia Funck.

 

Há 12 anos fazendo a diferença

Destacamos aqui nosso agradecimento à empresa Arbaza Alimentos e ao empresário Leonir Angelo Balestreri, que desde o início da pandemia aumentou seu apoio aos projetos desenvolvidos pela Cufa em Frederico Westphalen, beneficiando muitas famílias já atendidas pela instituição e a comunidade local. A empresa também auxilia na manutenção do Centro Cultural que, neste momento, transformou-se em um grande centro de distribuição de doações, movimentando mais de 70 toneladas de donativos até a presente data. Já são 12 anos de uma parceria que faz a diferença!  

 

Farmácias São João e Cufa

Nesta semana, a rede de Farmácias São João firmou parceria com a Cufa para a realização de ações no município de Passo Fundo. O foco é nas crianças e adolescentes da periferia. A rede de farmácias soma-se a parceiros como a BS BIOS, no apoio à Cufa em Passo Fundo. A organização também recebeu nesta semana a inscrição atualizada no Conselho Municipal da Criança e Adolescente de Passo Fundo.

 

Conferência Estadual de Cultura

A convite da secretária de Estado da Cultura, Beatriz Araujo, estou representando a Central Única das Favelas no Grupo de Trabalho de Fomento na 5ª Conferência Estadual de Cultura – Lei Aldir Blanc. O grupo é o responsável por definir os editais e como os investimentos vão chegar em todo o Estado do Rio Grande do Sul, no inciso III da lei. São momentos desafiadores para a cultura, de muito trabalho e diálogo para chegar onde mais precisa neste momento. A classe cultural foi a primeira a parar e será uma das últimas a retomar suas atividades de forma integral. No Brasil, R$ 3 bilhões foram liberados. O RS receberá R$ 155 milhões; deste valor, R$ 70 milhões irão para o Estado e R$ 85 milhões serão distribuídos aos municípios gaúchos.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel