PUBLICIDADE
9 - coronavírus

Evelyn Karoline Guth

Foi depois de um convite do professor Danilo André Gregory, aos três anos de idade, que Evelyn cantou em seu primeiro festival da canção e, a partir daí, não parou mais

Publicado em 20/05/2020, última alteração em: 20/05/2020 09:54.

Por:



11 - Razia

Desde os três anos de idade a rodeiense Evelyn Karoline Guth despertava interesse pelas notas musicais, um conhecimento que ela não sabia de onde vinha, mas que já indicava a grande paixão que faria parte da sua vida: a música. A pequena Evelyn cresceu e hoje, aos 24 anos, destaca-se com o seu talento e compartilha a sua paixão com crianças e adolescentes, levando cultura musical para além da sua cidade natal.

– Tocar violão, apreciar a música, isso para mim é uma riqueza, que vem com um sentimento de gratidão e muita emoção. A música é minha paixão. Amo cantar, tocar violão e tenho algumas composições, pois sempre quis ir além, testar os meus conhecimentos – conta a jovem, que mesmo sendo bacharel em Direito, pela URI/FW, fez do meio musical a extensão da sua vida profissional.

 

Mais talentos

Foi depois de um convite do professor Danilo André Gregory, aos três anos de idade, que Evelyn cantou em seu primeiro festival da canção e, a partir daí, não parou mais. “Comecei muito cedo, mas foi um amor à primeira vista. Desde então tenho sido muito feliz por onde me apresento, sempre com todo o apoio da minha família, que é fundamental nesta caminhada”, destaca.

Atualmente, Evelyn trabalha na paróquia de Rodeio Bonito, mas também dá aulas de violão particulares e no município de Ametista do Sul, no qual é contratada, trabalha com crianças e adolescentes. “Esse mundo da música sempre me encantou, então eu não poderia guardar essa linda arte somente para mim. Assim como fui privilegiada com esse dom, queria ver mais pessoas aprendendo, tocando violão. Ver cada nota que um aluno meu aprende e toca é motivo de muita gratidão. No mercado da música tem muita gente boa que às vezes não têm a oportunidade de mostrar o seu trabalho, mas é preciso acreditar e seguir com muito amor, perseverança e persistência”, acrescenta.

 

Gosto variado

Apesar de ainda não viver somente da música, Evelyn faz muitas apresentações por toda a região, desde barzinhos a casamentos, e diz ter um repertório bem variado. “Geralmente canto sozinha, voz e violão, canto em casamentos com meu pai Eloy, barzinhos, jantares, faço esporadicamente algumas apresentações nos projetos do professor Danilo, gravo jingles e vinhetas também. No momento estou mais dedicada às aulas de violão, mas tudo o que envolve a música eu procuro me doar ao máximo, dar o meu melhor. Não tenho um estilo definido, quem acessar minhas redes sociais e ver meus vídeos vai perceber que sou bem eclética, mas me identifico muito com o POP, MPB, cantando também sertanejo, fazendo uns covers do que o pessoal gosta de ouvir”, diz.

 

Sonho compartilhado

Legião Urbana diria que “quem acredita sempre alcança”, já Evelyn iria mais longe no seu pensamento, pois para ela, além de acreditar é preciso ter ao seu lado sempre pessoas que compartilhem do mesmo sonho. “Eu tive a sorte de sempre ter ao meu lado uma família que me apoiou em tudo e sonhou junto. Também tive a inspiração de outros talentos, como o meu pai Eloy, que canta muito. Hoje sou só gratidão por dividir as minhas conquistas com meu pai, minha mãe Marisete, meu irmão Hermann e todos aqueles que estão sempre me incentivando”, frisa.

 

No digital

Evelyn ainda não tem CD gravado e nem clipes, mas esse é um projeto que ela em breve pretende tirar do papel. Por enquanto a divulgação do seu trabalho está sendo realizada por meio das redes sociais, com postagens no Facebook (evlyn.karoline1), no Instagram (@evelyn__karoline) e no seu canal do Youtube (Evelyn Karoline).

– Na situação que o momento vem exigindo de nós, de todos os cuidados, estou fazendo a divulgação do meu trabalho somente no meio digital, onde gravo vídeos, faço covers. Esperamos que isso tudo passe logo para que a gente possa continuar levando a nossa arte para todos. Mas, juntos, vamos encarrar esses dias de isolamento com muita música, amor e fé, me sigam lá – finaliza.

Texto: Suseli Cristo

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica