PUBLICIDADE
9 - coronavírus

Setor lácteo

Assinatura do contrato de compra ocorreu há poucos dias, com a participação de oito empresas genuinamente gaúchas

Publicado em 31/07/2020, última alteração em: 31/07/2020 16:09.

Por:



11 - Em Cena - Centro de dança

Um consórcio de oito laticínios de municípios do Norte e Noroeste gaúcho, incluindo dois da abrangência do jornal O Alto Uruguai, efetivaram, há cerca de 15 dias, a assinatura de contrato para a compra da planta industrial da antiga unidade da Nestlé, de Palmeira da Missões, que foi desativada há cerca de um ano, depois de ter as atividades encerradas por uma iniciativa da própria multinacional.

De acordo com empresários do grupo de laticínios que integram a iniciativa, contatados pela reportagem do AU, apesar da efetivação do negócio ser recente, as conversas entre os laticínios gaúchos e a Nestlé está em andamento há quase um ano. O total da transação não foi divulgado pelos empresários.

A expectativa é de que o novo empreendimento, que tem como sócios os oito laticínios envolvidos nessa negociação, comece a operar entre um a dois anos.

Laticínios que se uniram para adquirir a antiga Nestlé

Friolack, de Chapada

Mandaká, de Nova Boa Vista

Doceoli, de Santo Cristo

Frizzo, de Planalto

São Luís, de Marau

Kiformaggio, de Nonoai

Paladar, de Guaporé

Stefanello, de Rodeio Bonito

 

*Mais informações você confere na edição impressa do AU deste sábado, 1º de agosto

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel