PUBLICIDADE
9 - Seen Experience

Artigo

Estamos todos na tempestade, o sol brilhará novamente, só não sabemos exatamente quando

Publicado em 30/03/2020.

Por:



11 - Sicoob

Por : Felipe Rene Franceschette - Servidor da Defensoria Pública Estadual

Em tempos que vivemos uma pandemia, a nossa polícia humana (seja ela uma Guarda Municipal, Brigada Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Forças Armadas) tem realizado significativo trabalho de conscientização da importância do isolmento doméstico da sociedade como uma forma de enfrentamento da proliferação do vírus e estar na "linha de frente" desta batalha tão evidente que afeta todos nós.

Sabemos que a função da polícia estruturada na nossa sociedade é proteger a nossa integridade física, nosso patrimônio, a paz social, entre outras atividades.

Esclarecida a importância e função da nossa polícia estatal, convido o amigo leitor para uma reflexão: E a nossa polícia mental?

Como assim, polícia mental?... explico.

Nesse contexto atual em que somos bombardeados de informações pela mídia e dispositivos eletrônicos é natural que sentimos receio, medo, pânico, stress, poluindo severamente nossa mente.

E como nossa mente, cada um tem acesso exclusivo, como fazer um "policiamento ostensivo" sobre ela?

A maneira mais rápida e eficaz que colocar ordem no "campinho" da nossa mente é muito simples: A oração! Sim, isso mesmo, a oração quando feita de maneira concentrada e com fé, produz resultados.

Há muito tempo atrás, tivemos um grande humanista e filósofo chamado Jesus Cristo, que ensinando os homens da sua época o amor, sob o regime de Moisés (olho por olho, dente por dente) com sua infinita e misericordiosa sabedoria nos revelou uma extraordinária e bela oração: O Pai Nosso!

Vamos fazer uma pequena reflexão sobre essa oração...

"Pai Nosso que estais nos Céus"

Nesse trecho Jesus nos revela que existe um comandante supremo, da mesma que aqui na terra existe o Comandante do exécito, um Tenente Coronel da Brigada, ou seja, nossa polícia terrestre e celeste tem chefe!

 "santificado seja o vosso Nome, venha a nós o vosso Reino"

Cada um de nós temos a nossa "parcela" de contribuição no combate nessa epidemia, para que tudo volte a normalidade, aliás enquanto "vivos" nosso reino é o nosso próprio planeta.

 "seja feita a vossa vontade assim na terra como no Céu"

O Estado somos todos nós, e é vontade e esforço coletivo que possamos o mais breve possível eliminar essa situação que passamos. Que as forças superiores divinas se entrelacem com as forças humanas numa cooperação mútua, fator indispensável nesse momento tão singular, demonstrando que todos nós somos vulneráveis e pertencemos a uma aldeia global, sem fronteiras, sem demarcações territoriais, ou seja, somos toda a humanidade, o globo terrestre.

 "O pão nosso de cada dia nos dai hoje, perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido"

Além do pão material que precisamos para manter o corpo físico, necessitamos muito do pão espiritual, ou seja, a nossa fé, que precisa ser redobrada nesse momento conturbado de nossa existência. E para que nossa fé tenha livre trânsito em nosso íntimo , devemos cultivar o perdão, refletindo sobre os erros cometidos com nós mesmos.

"e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do Mal. Amém"

Que o poder desta simples e maravilhosa oração ensinada por Jesus Cristo possa nos livrar de todos os pensamentos negativos e que envie ondas eletromagnéticas positivas a todos os irmãos que estão na linha de frente, na trincheira de combate a esse vírus.

Se cada um de nós, a cada dia, no isolamento doméstico fizessemos essa oração, ajudaríamos de maneira significativa o grande exército celestial do universo, aliás já foi dito como premissa verdadeira que "tudo é energia", a inspirar o exército humano da terra a fazer da melhor forma essa "anormalidade pandêmica" para a normalidade e felicidade terrena e dos céus.

Que o individualismo tão arraigado em nossa sociedade possa dar lugar à solidariedade e a fraternidade nestes tempos críticos que vivemos.

Estamos todos na tempestade, o sol brilhará novamente, só não sabemos exatamente quando.

 

 

 * Felipe Rene Franceschette - Servidor da Defensoria Pública Estadual. Frederiquense nato, Canoense de coração e amante do Estado de Santa Catarina.

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.