PUBLICIDADE
9 - Seen Experience

Guilherme de Pelegrin

São inúmeros os cantores aqui deste cantinho do Rio Grande do Sul que animam bailes, pubs, barzinhos, festas de aniversários, jantares, casamentos, e fazem da profissão, além de uma paixão, um meio de complemento da renda

Publicado em 08/05/2020.

Por:



11 - Razia

O Médio Alto Uruguai ainda está distante de ser um polo musical. Mas, apesar disso, há artistas da região que batalham diariamente em busca da sua valorização profissional por meio da música.

São inúmeros os cantores aqui deste cantinho do Rio Grande do Sul que animam bailes, pubs, barzinhos, festas de aniversários, jantares, casamentos, e fazem da profissão, além de uma paixão, um meio de complemento da renda. Hoje, dando sequência à serie dos talentos da nossa região, destacamos aqui na coluna a história de Guilherme de Pelegrin, de 28 anos, que desde a adolescência vive no meio musical e carrega consigo a importância de acreditar no que se quer conseguir.

 

As primeiras palavras

Guilherme não lembra bem ao certo quando começou essa sua paixão pela música, mas a mãe Lúcia se recorda bem e sempre faz questão de relembrar com o filho. “Minha mãe conta que desde pequeno eu já tentava cantar, mesmo não falando nada, só resmungando, que eu ouvia a música no rádio e tentava cantar junto. No entanto, minha trajetória de vocalista/cantor começou mesmo quando eu tinha 14 anos, quando fui convidado para fazer parte da banda Chamas, de Rodeio Bonito. Fiquei um bom tempo por lá e logo depois tive proposta de entrar em outra, e a partir daí fiz parte de vários outros grupos”, relembra Guilherme, que no ano de 2014 entrou para a banda Novo Milênio, de Novo Tiradentes, a qual integra até hoje.

– Além da banda, faço projeto paralelo em bares e pubs, e atuo em uma rádio comunitária de Rodeio Bonito. Conquistar o sucesso, ser reconhecido, não é nossa obrigação. Se acontecer é bom, mas se não acontecer, também não será o mais importante. O que vale a pena é o seu sonho. A música para mim sempre foi mais que tocar um violão e cantar, é tocar a alma, falar de sentimento, é fazer a diferença por meio dela, sem se vangloriar com o ego. É missão! – destaca o cantor, que é natural de Seberi, mas reside em Cristal do Sul.

 

Playlist variada

Como as apresentações de Guilherme geralmente são com a banda Novo Milênio, o estilo mais tocado é bandinha, bailão e sertanejo, mas ele garante que a playlist é bem variada, agradando a todos os públicos. “Minhas apresentações na banda de baile são no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e algumas apresentações no Paraná, então cada região tem um repertório que gosta mais, mas sempre estamos ensaiando e tocando aquilo que nos pedem. Já no estilo sertanejo eu toco mais em bares e pubs, quando me apresento de forma solo, ou quando solicitado pelos contratantes eu chamo músicos freelancers da região, para valorizar esse pessoal aqui da nossa terra também”, diz o vocalista, que já conta com cinco CDs gravados e alguns clipes.

 

Apoio fundamental

Para seguir na carreira de cantor, Guilherme diz que as coisas nem sempre são só alegria, por isso, para prosseguir no sonho ele sempre contou com a família, que nunca deixou ele desistir. “O apoio deles é fundamental. Agradeço imensamente minha família, a mãe Lúcia, o pai Valdir, o irmão Ulisses e minha namorada Aline, que sempre estão do meu lado me apoiando nas horas boas e nas ruins, sempre me aplaudindo, e nunca desistiram de mim. Obrigado por tudo, amo vocês! Agradeço a Deus também por esse dom maravilhoso que Ele me deu, que é simplesmente o dom de cantar e levar a alegria para as pessoas”, frisa.

Projetos

O ano de 2020 estava sendo planejado da melhor forma possível por Guilherme e seus colegas de palco, mas em virtude da pandemia do novo coronavírus, alguns planos tiveram que ser adiados. “Tivemos que dar uma pausa nos projetos, mas com certeza, assim que esse cenário mudar, muita coisa boa vem por aí, muitas novidades”, adianta o cantor, deixando também as suas redes sociais para quem quiser acompanhar o seu trabalho.

– Nas redes sociais sempre estamos atualizando os nossos seguidores, então quem quiser saber um pouco mais desse trabalho, que pra mim é muito gratificante, pode me procurar no Instagram (@guipelegrin92), no Facebook (Guilherme Pelegrin) e também no site da banda (www.bandanovomilenio.com.br) – finaliza. 

Texto: Suseli Cristo

COMENTÁRIOS

Os comentários no site não são moderados e são de inteira responsabilidade de seus autores. Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas.
PUBLICIDADE
13 - Zooclínica
PUBLICIDADE
13 - Dedetização Daniel